Conheça as principais vias de administração de medicamentos

imagem de mãos de um profissional de saúde aspirando medicamento da ampola

Via oral, subcutânea, intramuscular e sublingual são algumas das vias de administração de medicamentos que podem ser utilizadas para que o remédio entre em contato com o organismo dos pacientes.

A decisão da via correta vai levar em consideração as propriedades do medicamento, qual o objetivo de sua aplicação, condições clínicas do paciente, entre outros.

A escolha adequada implicará na ação do medicamento em cada organismo. A seguir, trouxemos as vias de administração que podem ser utilizadas.

Administração de medicamentos: Via Enteral

Via oral

A via mais utilizada para administração de medicamentos apresenta facilidade de administração, segurança e é indolor. Porém, em casos onde o paciente não tolera a ingestão ou está desacordado, por exemplo, não é a via ideal.

Medicamentos de via oral se apresentam em xaropes, comprimidos, cápsulas e outros, aparecendo em diferentes formas e cores, e geralmente são absorvidos por meio do estômago e intestino.

Via sublingual

Medicamentos de ação rápida, muito utilizados em emergências. Eles são absorvidos através da mucosa sublingual e na maioria das vezes em comprimidos ou gotas.

Colocados sob a língua, os medicamentos devem permanecer lá até sua completa absorção e são bastante utilizados em casos de infarto cardíaco e hipertensão.

Via retal

Geralmente os medicamentos são os supositórios, mais indicados quando o paciente não consegue tomar medicamentos via oral. Nem todos os medicamentos podem ser administrados por esta via e os efeitos podem ser locais ou sistêmicos.

Via Parenteral

Estes medicamentos necessitam de dispositivos auxiliares, como agulhas e seringas e são considerados invasivos. São indicados quando a administração pela via oral não é recomendada e/ou quando requer rápida ação.

Via subcutânea

Consiste na administração de medicamentos sob a pele, no tecido subcutâneo. Os locais de administração incluem as regiões superiores externas dos braços, abdômen, região anterior das coxas e superior do dorso. A fim de evitar iatrogenias, os locais de administração devem ser variados. Os medicamentos mais utilizados são a heparina e insulina, assim como algumas vacinas.

Via intramuscular

Administração feita diretamente no músculo, utilizada para determinados tipos de formulações, como soluções oleosas ou suspensões, que requerem uma absorção a longo prazo. O volume deve ser avaliado, pois irá depender da massa muscular do indivíduo, evitando complicações. Os músculos mais utilizados são o vasto lateral da coxa, o glúteo e o músculo deltoide.

Via endovenosa

Via endovenosa ou intravenosa, consiste na administração diretamente na corrente sanguínea, através da veia. Ou seja, pode ser uma única dose ou administração por infusão contínua, no soro fisiológico ou glicosado.

Medicamentos com características incompatíveis à administração pela via oral, como os passíveis de degradação pelo suco gástrico ou de difícil absorção, também devem ser administrados por esta via. As desvantagens incluem a dor e possibilidade de infecções.

Via respiratória

A via que se estende desde a mucosa nasal até os pulmões pode ser utilizada tanto para efeito local (descongestionante, por exemplo) ou sistêmico (a exemplo da anestesia inalatória).

A vantagem é a rápida absorção pelo organismo, através de pequenas doses, e a administração se dá através de gás e pequenas partículas líquidas ou sólidas. É a via comumente escolhida para tratar problemas respiratórios, já que o medicamento em pó ou gás consegue chegar rapidamente ao pulmão.

Via tópica

Mais utilizada para tratamento de afecções da pele e mucosas, para tratamentos de via tópica são utilizados medicamentos em forma de gel, pomadas, cremes e soluções, que geralmente são aplicadas no local das lesões.

Via ocular, auricular e nasal

Os medicamentos aplicados nessas vias precisam ser de aplicação local. Para a via ocular, se apresentam em pomadas ou colírios; para via auricular, na forma se solução otológica e para via nasal, em forma de soluções a exemplo dos descongestionantes nasais.

Profissionais capacitados para administração de medicamentos saberão qual via de administração é indicada em cada caso, e a utilização dos materiais adequados e de qualidade, assim como, os tipos de seringas para cada demanda.

Portanto, na administração de medicamentos via parenteral, a diferença é notável no conforto do paciente e no trabalho do profissional.

Em nossa loja virtual, Suturas Online, você encontra os materiais necessários para atuar com responsabilidade e segurança em qualquer área da saúde.

Confira tudo o que você precisa para otimizar o seu dia a dia de trabalho. As melhores marcas e os melhores preços estão em Suturas Online.

Deixe uma resposta