Riscos de infecção bacteriana em consultórios odontológicos

O consultório odontológico é um ambiente altamente contaminado, por ter constante contato com bactérias bucais. Além de contar com a presença de possíveis bactérias provindas das mãos, instrumentos e gotículas eliminadas durante procedimentos.

A infecção pode ser provinda de hospedeiros (pessoas) ou a partir de instrumentos não esterilizados, goticulas produzidas pela fala ou tosse. Quando é provinda de humanos, denomina-se infecção cruzada.

Esta infecção pode ser transmitida pelo sangue, através de lesões provocadas por instrumentos cortantes, como agulhas, bisturis entre outros. A partir de mucosas provindas do paciente, do dentista ou sua equipe. Ou ainda pela precária higienização das mãos após o uso de sanitários.

Algumas das doenças que podem ser transmitidas se houver a contaminação são: Conjuntivite; Herpes simples; Tuberculose; Sarampo; Pneumonia; HIV; além das hepatites tipo C e B.

Por esse motivo a Biossegurança nos consultórios odontológicos se faz tão importante e necessária para a segurança do paciente e do próprio dentista.

Pensando nisso, separamos algumas formas de prevenção:

  • A esterilização e desinfecção dos equipamentos;
  • O uso constante de luvas, gorro, máscara, avental e óculos de proteção pelo dentista;
  • Estar com suas vacinas em dia, principalmente a equipe médica, mas também o paciente;
  • Utilizar proteção em equipamentos e na cadeira do paciente, de modo que a cada paciente, essa proteção seja renovada.

Deixe uma resposta