Seringas: conheça suas especificações

Intramuscular, intradérmica, subcutânea, intratecal, intravenosa, intracardíaca: estes são alguns acessos de vias do corpo humano os quais as seringas podem ser utilizadas para inserir substâncias líquidas. Além disso, temos também as seringas utilizadas para retirar fluidos do corpo, como sangue, por exemplo.

O fato é que praticamente todos os profissionais da área da saúde utilizam seringas e, embora todas sejam muito parecidas, elas têm muitas diferenças entre si. Por isso, apresentaremos a seguir as especificações das seringas. Assim, você poderá identificá-las com mais facilidade.

Vamos desmembrar a seringa, de maneira que você possa conhecê-la melhor.

  • Bico: é o local que se conecta com a agulha.
  • Êmbolo: o seu papel é selar a medicação internamente, para que os líquidos não vazem. Também auxilia a injetar a medicação. É o material de borracha que enxergamos.
  • Corpo: é o local que é preenchido pelo líquido.
  • Haste: é a parte em que puxamos para aspirar ou empurramos para injetar.
  • Empunhadura: local que firmamos os dedos para realizar injeção.
  • Linhas de graduação: são as linhas onde vemos a dosagem dos medicamentos.

Tipo de bicos

No mercado, existem dois tipos de bicos: o luer lock e luer slip . Na prática, significa que eles são de rosquear ou apenas de pontas bicudas.

O bico luer slip tem encaixe facilitado da agulha e favorece a manipulação do encaixe em cateteres, aplicações de vacinas, infusão de medicações líquidas e outros.

O bico luer lock apresenta ponta de rosca e dificulta o desprendimento da agulha, o que oferece mais segurança durante a manipulação no corpo humano.

Tamanho e indicações de cada seringa

  • 1 ml: dividida em 100 partes iguais, conhecida como unidades internacionais (UI). É indicada para administrar medicamentos por via intradérmica e subcutânea.
  • 3 ml: dividida em mm³, ou seja, de 0,5 em 0,5 ml, e cada 0,5 ml é dividido em 0,1 ml. É indicada para administrar medicamentos por via intramuscular e endovenosa.
  • 5 ml: assim como a anterior é dividida em mm³, porém sua divisão é de 1 em 1 ml e cada 1 ml é dividido em 0,2 ml e também é indicada para administrar medicamentos via intramuscular e endovenosa.
  • 10 ml: a seringa de 10 ml tem a mesma divisão da seringa de 5 ml, a única diferença é que ela é maior e indicada apenas para a administração de medicamentos por via endovenosa.
  • 20 ml: a seringa de 20 ml é dividida em mm³, sendo que é graduada de 1 em 1 ml do início ao fim. Comumente indicada para administrar medicamentos por via endovenosa e na alimentação enteral.

Atenção: cada 1 ml é igual a 1 cm cúbico que corresponde a 1 CC, sendo que a unidade é igual a 0,01 ml.

Incrível, não é mesmo? Embora todas as seringas se pareçam muito, elas têm diversas funcionalidades diferentes. Reconhecer a seringa adequada para a realização de cada procedimento é fundamental para exercer atendimentos corretos e que proporcionem o bem-estar dos pacientes.

A Suturas Online é uma loja que oferece os melhores produtos do mercado para a área da saúde e se preocupa em oferecer conteúdos relevantes para profissionais dessa área. Para conhecer os produtos que disponibilizamos, acesse nosso site.

Suturas Online

Este conteúdo não substitui uma orientação profissional direta.

Deixe uma resposta